• Friday , 22 September 2017

Vídeos

Error type: "Bad Request". Error message: "Bad Request" Domain: "usageLimits". Reason: "keyInvalid".

Did you added your own Google API key? Look at the help.

Check in YouTube if the id PLFu598dIPWBwamqKCBoGdcNmTOcr8QWNA belongs to a playlist. Check the FAQ of the plugin or send error messages to support.

Um Commentário

  1. Camila
    10 de July de 2014 at 12:43 - Reply

    Acabei de ver o vídeo ” A maconha faz mal ou faz bem?” e discordo com a abordagem que colocaram. Primeiro se falarmos em um mundo sem drogas estaremos cometendo uma falácia. Como psiquiatras devem entender que tudo que receitam a seus pacientes é droga, sendo comprado na farmácia por ser lícito ou qualquer outra que seja ilícita, todas são drogas. E como drogas, todas elas tem seus lados positivos e negativos, e isso inclui a maconha. Ao abordar dessa forma os jovens e pessoas leigas no assunto estarão vendo uma visão reducionista do que lhes faz mal ou bem. Isso é muito relativo, e a maconha antes de ser proibida era usada pela medicina como qualquer outro remédio. O que estou colocando é que poderiam fazer um vídeo “Remédio comprado na farmácia faz bem ou faz mal?” que estariam colocando da pior forma possível uma informação para as pessoas que buscam sanar suas dúvidas. Gostei da iniciativa do portal e as questões que abordam, acho mesmo que é necessário elucidar muitos sobre problemas psiquiátricos, mas devem prestar atenção em certos assuntos, como esse levantado. Droga faz mal e bem, não coloquem a maconha como vilã porque na hora que os jovens se sentirem bem usando-a a confiança nesse tipo de informação vai cair por terra. Já existem tratamentos com a maconha em diversos lugares do mundo, seja para usar seus componentes para diminuir crises de epilepsia ou para jovens hiperativos que se sentem mais concentrados usando maconha. Como qualquer outra droga, é isso que devem reforçar….e se não querem abordar a maconha com seus pontos positivos e negativos, então não coloquem informações que podem gerar dúvidas maiores e não saná-las.

Deixe um comentário