• Friday , 22 September 2017

Dica de leitura – Trabalhando com adolescentes


Trabalhanlivro - Trabalhando_com_Adolescente_artmeddo com Adolescentes – Teoria e Intervenção foi organizado por Luísa Habigzang e Eva Diniz, ambas doutoras em psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Sílvia H. Koller, doutora em educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). O objetivo da obra é debater caminhos para os desafios do desenvolvimento dos adolescentes no Brasil e ajudar os psicólogos e outros profissionais que trabalham com os jovens a entenderem a evolução emocional e cognitiva dessa etapa da vida.

As autoras partem da realidade e do universo do jovem brasileiro com base em pesquisas e estudos que apontam para um cenário crítico: de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de 80 mil adolescentes brasileiros foram assassinados nos últimos dez anos. Hoje, o País possui cerca de 21 milhões de jovens com idade entre 12 e 17 anos. De cada 100 estudantes que entram no ensino fundamental, apenas 59 terminam a 8ª série e apenas 40, o ensino médio. O abandono escolar e a falta às aulas ocorrem por razões ligadas à violência e gravidez na adolescência. Anualmente são registrados o nascimento de 300 mil crianças que são filhos e filhas de mães adolescentes, conforme informações são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Neste contexto, surgem questões como: o que pode ser feito para lidar com os jovens vulneráveis que muitas vezes se tornam violentos? Como estimular um desenvolvimento saudável nessa fase da vida, independente da condição social? Qual deve ser a postura dos pais e professores e da sociedade como um todo? O que o poder público deve fazer?

Segundo Luísa Habigzang, para se desenvolver de forma positiva, o adolescente precisa de uma rede de apoio sólida, que inclui ambiente familiar e relações de amizade saudáveis. “Porém, o que se vê por aqui é a maior parte dos jovens vivendo em situações de risco, como abuso de drogas, famílias com um contexto violento, pais com comportamentos punitivos, escolas que não monitoram o bullying, excesso de internet etc”, ressalta.

A obra é norteada pela Abordagem Bioecológica do Desenvolvimento Humano (ABDH), uma teoria sobre o desenvolvimento humano que tem sido muito estudada nas últimas décadas e leva em consideração o contexto em que o adolescente vive e as suas características pessoais, diferentemente de outras que focam somente nas características ou no contexto.

Serviço
Trabalhando com adolescentes – Teoria e Intervenção PsicológicaArtmed Editora, de Luísa Fernanda Habizang, Eva Diniz e Sílvia H. Koller, 336 páginas, 2014. Preço – R$79,00, ebook – R$ 63,20.

 

Deixe um comentário